[Literatura] Resenha: A Bússola de Ouro

o primeiro volume, "A Bússola de Ouro", Lyra enfrenta uma arriscada jornada ao extremo Norte para salvar Roger, seu melhor amigo, e outras crianças de terríveis experiências científicas que as separam de seus Daemons.












Enquanto eu lia este livro fiquei completamente fissurada na ideia dos Daemons, de ursos de armaduras, bruxas, tribos de gípcios e todos os outros elementos colocados brilhantemente durante a aventura. Os personagens são completamente eletrizantes e eu ria quando eles riam, chorava quando choravam e me sentia aliviada quando eles também suspiravam depois de mais uma enrascada. O que eu achei mais legal foi que o livro te transporta para o seu mundo, tudo é incrivelmente familiar mas ao mesmo tempo assustadoramente novo, pois devagar vamos descobrindo esse mundo por nós mesmos até que ele se torna tão real quanto o mundo em que vivemos.

Para mim Lyra Belacqua é uma personagem que está entre uma criança irritante e uma criança cativante. Ela é incrivelmente inteligente e habilidosa. Apesar disso, Lyra é uma criança completamente “normal”, com uma mente acostumada a mentir... Os Daemons são outro ponto alto do livro, é impossível lê-lo sem imaginar como seria o seu.

O foco do livro é no, ninguém sabe exatamente o que é, o que faz, e nem de onde vem; mas pessoas importantes estão em buscas dessas respostas. Inclusive o Lord Asriel, o “tio” e responsável de Lyra, que é órfã. E, entre as pessoas que a procura do , esta a Sra. Coulter, representando a Igreja, e para conseguir o que deseja ela esta sequestrando crinças e as separando de seus Daemons.

Provavelmente, à alguns séculos atrás, o livro teria entrado na lista do índex: os livros proibidos pela igreja e Philip Pullman teria sido queimado na fogueira como herege ( aprendi isso na aula de História).
Mas não é a religião em si que Pullman ataca no livro, e sim o fanatismo.


Filme:

Eu estou decepcionada.
Não sou o tipo de Fã que acha que uma adaptação para o cinema tem que seguir passo a passo o livro, certas cenas não serão iguais no cinema.
O roteiro não é apenas cheio de furos, mas também parte da história foi perdida.
O filme já começa errado ao colocar o aletômetro de Lyra como o único do mundo, isso dá menor significado ao dom que Lyra adquire, pois tiram a comparação com o trabalho daqueles que passaram a vida tentando entende-los sem sucesso. Em segundo lugar, a relação dos humanos com seus Daemons é deixada de lado. Pan (Daemon de Lyra) é um bichinho covarde, que praticamente desaparece nas cenas realmente importantes. Não mostram como uma parte do própria consciência de seus humanos, exceto por uma ou duas dores físicas.
Iorek foi outra coisa que me decepcionou. Eu só conseguia pensar no urso da coca- cola quando o via correndo pela neve. Não sei como o pessoal do filme não pensou nessa possibilidade de marketing...
E a luta dele... Grande Zeus, não teve UMA única gota de sangue! O cara simplesmente rasga a mandíbula do outro e não tem UMA ÚNICA GOTA DE SANGUE! Faça-me o favor. A ferida congelou na hora, foi?

Acho que vale muito a pena lê-lo, mesmo para quem já viu o filme. Mas também acho que é quase obrigatória a leitura de A Faca Sutil (livro 2) depois. Porque a história é magnifica e seria uma pena ficar sem final.
O livro é ESPLENDIDO, com um final realmente de tirar o folego. Mas o filme? Shift+Del.


Bjs
Maria

11 comentários:

  1. Eu tenho esse livro faz tempo, mas nunca li... Eu tentei mas achei chato, mas isso foi 2 anos atrás! Vou tentar ler! Amei a resenha.
    Beijos,
    Aninha

    http://blogamantesdelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Leia sim, é mt bom!
      Obg!
      Bjs
      Maria

      Excluir
  2. EU fui ver esse filme ai acabou que eu dormi em uma parte ai fui tentar ver de novo mas ele nao me prendia de jeito nenhum ><
    Eu tenho esse livro tbm mas nunca parei pra ler, eu ganhei mas eu sempre começo e paro!
    A Lyra é mto irritante pra mim mas eu adoro os ursos de armadura *-*
    Bjoos floor !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Concordo totalmente com vc: A Lyra é mesmo irritante!
      Mas vc deveria fazer um esforço para termina-lo, realmente bom!
      Bjs
      Maria

      Excluir
  3. eu concordo com a sua decepção com o filme D: a gente fica tão empolgado em ver o filme, pensando que seria tão bom quanto o livro, e acaba se decepcionando. Com a bússola de outro não foi diferente ):

    beijos

    Livro de Capa Dura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Eu sei! Eles NUNCA vão conseguir transformar em filme um livro de uma maneira perfeita!
      Bjs
      Maria

      Excluir
  4. Eu sou louca para poder ler os livros dessa serie, essa capa do primeiro é linda, eu assisti o filme quando era pequena, então na época eu me lembro que gostei bastante. Vou comprar esse livros assim que estiverem na promoção da submarino.
    Seguindo seu blog, pode seguir o meu? Obrigada :]
    Beijocas,
    Cindy, Livros e Piratas (visite o blog, te espero por lá!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Leia sim! As promoções do Submarino são tipo: ÓTIMAS!!!
      Seguindo seu blog, amei!

      Bjs
      Maria

      Excluir
  5. Olá!
    Gostei bastante de seu blog e resenhas!
    Sempre gosto mais do livro do que do filme, e
    a Bússola de Ouro não foi exceção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Obrigada!
      Com certeza, o filme não está com nada!

      Bjs
      Maria

      Excluir
  6. Oi meninas, tudo bom?
    Estou para comprar esse livro (e a série) há um tempão, mas ainda não consegui tempo..
    Tenho uma outra série do autor, que vou pegar pra ver como é a escrita dele.
    Gostei muito da sua resenha e entendo as decepções com as adaptações...
    É muito difícil um filme que fique a altura de um livro, seja ele qual for.
    Vocês já estão participando do sorteio lá no blog?
    Clica lá, tá super simples e é uma maneira de ajudar na divulgação de um ótimo livro nacional!

    http://goo.gl/3xHP0
    Beijão

    ResponderExcluir